Delegacia de Homicídios investiga morte de policial militar em Goiânia


Os delegados Ernane Cazer e Thiago Damasceno, respectivamente adjunto e titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), foram os responsáveis por acompanhar todos os procedimentos iniciais acerca do homicídio do policial militar Dennyo Edno Gonçalves dos Santos, 45, ocorrido na noite da última terça-feira (19), na Capital.

A partir desta quarta-feira (20), o caso ficará a cargo do delegado Hellyton Carvalho, que se pronunciará somente após a finalização do inquérito, evitando, assim, qualquer prejuízo às investigações.

Dennyo foi morto com 20 tiros na porta de sua casa, no Conjunto Riviera. Ele já foi membro das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) e atualmente estava lotado no Comando de Apoio Logístico (CAL).

A Polícia Civil esclarece que levantamentos e oitivas iniciais apontam que o verdadeiro alvo dos criminosos seria o filho do policial militar, de 22 anos, que estaria envolvido em suposta briga entre traficantes de drogas da região, e que foi ouvido na DIH.