Suspeito de “vender” vagas para cirurgias em hospitais públicos é preso pela DERCAP

A DERCAP tem como titular o DELEGADO WEBERT LEONARDO L. DA SILVA SANTOS. Também está à frente destas investigações o DELEGADO RHANIEL ALMEIDA


Policiais da DELEGACIA ESTADUAL DE REPRESSÃO A CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (DERCAP) cumpriram mandado de prisão preventiva em desfavor de Eder Alves da Rocha na última terça-feira, 12 de fevereiro. Ele é suspeito de cobrar valores – entre R$ 1.200 e R$ 2 mil , a depender da intervenção cirúrgica – para que pacientes fossem atendidos sem ter que aguardar o sistema de regulação, que organiza a fila de espera.

A DERCAP tem como titular o DELEGADO WEBERT LEONARDO L. DA SILVA SANTOS. Também está à frente destas investigações o DELEGADO RHANIEL ALMEIDA.

Os atendimentos intermediados por Eder Alves da Rocha visavam principalmente a realização de cirurgias em tais pacientes, eletivas ou de emergência, burlando a fila de espera. Ele responderá pelo crime de corrupção ativa, sem prejuízo de outros delitos eventualmente comprovados na fase final da investigação.

Eder, que é funcionário comissionado da Prefeitura de Minaçu, confessou o crime. Parte do dinheiro cobrado dos pacientes era repassado a funcionários das unidades em que os procedimentos seriam realizados. A polícia identificou quatro servidores até o momento como auxiliares no esquema. O titular da DERCAP informou que as investigações continuam para a identificação de agentes públicos e outros particulares envolvidos no esquema.