Sindepol Goiás e AMPOL defendem em Brasília a aposentadoria especial dos policiais


reuniaosindepol_ampol2A presidente do Sindepol Goiás, Silvana Nunes, representou as delegadas de polícia do Estado de Goiás em reunião da Associação das Mulheres Policiais do Brasil (AMPOL) com o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que foi realizada quarta-feira, 9 de novembro, em Brasília.

Durante o encontro, a presidente da AMPOL, Creusa Camelier, defendeu a importância e necessidade de que a Reforma de Previdência mantenha asseguradas não só às policiais femininas do país, mas todos policiais. Segundo ela, é fundamental que que as garantias arduamente conquistadas ao longo da história referente à aposentadoria especial sejam mantidas.

A presidente AMPOL pontuou que os policiais passam grande parte de sua vida abnegados na missão de servir, submetidos a toda sorte de situações de risco de saúde e vida, e a mulher ainda, sente na pele o detrimento dos cuidados para com a sua família, sem a contrapartida indenizatória por parte do Estado.  Por isso, de acordo com ela,  a aposentadoria especial é mais que um direito, é uma contraprestação ao trabalho prestado.

Após a reunião com a presidente da AMPOL, presidente do Sindepol Goiás e demais representantes dos Estados, o ministro assegurou que vai defender durante as discussões sobre a Reforma da Previdência que seja dado ao policial brasileiro o mesmo tratamento que for dado ao militar das Forças Armadas, vez que se o soldado do exército está sempre pronto a enfrentar uma guerra, argumento usado pelo segmento para não perderem as suas garantias, o policial a vive diariamente. Segundo ele, basta verificar os índices de policiais mortos na atividade.

A presidente do Sindepol afirma que a entidade não medirá esforços na defesa das garantias e direitos da categoria.Além da presidente do Sindepol, o estado de Goiás também foi representado pela delegada titular da DEAM de Luziânia, Dilamar de Castro, que é associada da AMPOL.

reuniaosindepol_ampol