Entidades entregam proposta de reestruturação das carreiras da Polícia Civil ao secretário de Segurança Pública

Também participaram da reunião a vice-presidente do Sinpol, Keithe Amorim, e o diretor Jurídico, Antônio da  Costa, além de representantes das demais entidades e da SSP e da Diretoria-Geral da Polícia Civil.


 

Na manhã de ontem, 22 de janeiro, os presidentes das entidades representantes de todas as categorias que integram a Polícia Civil do Estado de GO apresentaram ao secretário de Segurança Pública, Ricardo Balestreri, e à Direção da Polícia Civil o projeto de reestruturação das carreiras da Polícia Civil.

A minuta do projeto de reestruturação foi construída pelos representantes do SINDEPOL, ADPEGO, APPEGO, SINPOL e UGOPOCI, entidades que compõem a comissão instituída pelo secretário de segurança pública no ano passado. O projeto busca dar uniformidade de nomenclatura às classes a à
todas as carreiras da PCGO e corrige distorções históricas do quadro. A presidente do SINDEPOL, Silvana Nunes, apresentou o projeto, juntamente com os demais representantes. Balestreri se comprometeu a encaminhar a minuta ao governador e às pastas responsáveis, como Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) e Casa Civil.

O projeto será apresentado no tempo devido, aos Delegados filiados em assembleia da categoria, que ocorrerá após o carnaval.

A presidente do SINDEPOL, Silvana Nunes, informou que a intenção das entidades é dar identidade lógica de ascensão de classe às carreiras, de forma a unificar nomenclatura de classes a todos os cargos, equilibrar a distribuição de vagas nas classes e distorcer equívocos legais atualmente existentes de distribuição de classes . “Queremos organizar a casa” e implantar uma organização nas carreiras de forma técnica e de gestão moderna.

No final Balestreri ponderou, “Vocês fizeram um trabalho excelente, pautado no trabalho científico. “Gostei muito e vocês podem contar com meu apoio absoluto e integral”, garantiu. O delegado-geral Álvaro Cássio pontuou que essa foi a primeira vez que foi apresentado um projeto convergente que reuniu todas as entidades representativas dos servidores. “Temos de permanecer unidos”.

A presidente do Sindepol, Silvana Nunes, que apresentou os tópicos da proposta, lembrou que a população do Estado cresceu cerca de 70% desde 1990, mas o quadro de servidores da Polícia Civil permanece praticamente engessado, inalterado neste período.

Fotos: