DOT – DELEGADO MARCELO MEDEIROS divulga detalhes da Operação Mákara em entrevista coletiva nesta quinta-feira (23)

Alvos eram empresas do ramo de construção civil de obras públicas estabelecidas no município de Goiânia


A DELEGACIA DE REPRESSÃO A CRIMES CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA (DOT) deflagrou nesta quarta-feira (22) a OPERAÇÃO MÁKARA, que teve como alvo empresas do ramo de construção civil de obras públicas estabelecidas no município de Goiânia. Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão, e em endereços na capital e Aparecida de Goiânia.

O DELEGADO MARCELO AIRES MEDEIROS, titular da DOT, repassará os detalhes da operação à imprensa em entrevista coletiva nesta quinta-feira (23), às 11 horas, na sede desta Especializada, ao lado da Secretaria de Economia, à Avenida Ver. José Monteiro, nº 2.233, Setor Negrão de Lima.

A investigação apura crime de sonegação fiscal mediante emissão de notas fiscais falsificadas para burlar pagamento de tributo ISSQN. Apurou-se também que as empresas eram constituídas em nome de “laranjas”, motivo pelo qual segue apuração de crime contra a fé pública, fraude em licitações e lavagem de dinheiro.

Os mandados foram cumpridos na casa de proprietários e sócios ocultos de construtoras e na residência de três servidores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc): o superintendente de infraestrutura que coordena toda a parte de obras da Pasta, o assessor dele e um fiscal de obras. As salas desses servidores na Seduc também foram alvo dos mandados de busca. Na residência do superintendente, foram apreendidos 80 mil reais em espécie, além de dois cheques de uma proprietária de construtoras.