DIH prende assassino “sniper” em trabalho conjunto com PC do Tocantins

Jamilton Rodrigues da Silva, de 56 anos, foi preso em Colinas do Tocantins e apresentado nesta quinta-feira (13) à imprensa


Foi com um tiro de precisão, utilizando um revólver calibre .38, que Jamilton Rodrigues da Silva, de 56 anos, inconformado com o fim do relacionamento, executou seu ex-companheiro, Thiago da Silva Leonardo. Após o crime, Jamilton fugiu de Goiânia em setembro deste ano, mas foi localizado e preso no Tocantins por policiais da DELEGACIA ESTADUAL DE INVESTIGAÇÃO DE HOMICÍDIOS. O assassino “sniper” – para usarmos uma alcunha comum nas rodas policiais – foi apresentado nesta quinta-feira (13) à imprensa pelo DELEGADO DANNILO PROTO. 

A prisão de Jamilton foi possível graças ao trabalho conjunto e ao compartilhamento de informações entre a DIH e a Polícia Civil do Tocantins e a do Ceará. “Ele é considerado de extrema periculosidade, principalmente pela alta capacidade de manusear armas de fogo”, explica DANNILO PROTO.

Após matar o ex-companheiro, ele fugiu para a cidade de Aracati (Ceará), onde ficou escondido na casa de familiares. Em novembro, foi para a casa de um primo em Colinas do Tocantins, onde acabou preso por policiais civis daquela cidade. Agora, em Goiânia, já se encontra à disposição do Poder Judiciário.

A DIH, chefiada pelo DELEGADO THIAGO DAMASCENO RIBEIRO, fez questão de ressaltar o sucesso do trabalho em conjunto, lembrando que as investigações foram coordenadas pelo DELEGADO DANNILO PROTO e pela equipe formada pelos profissionais ÉRIKA, HUGO, JÚLIO, MARCO ANTÔNIO e SIDNEY.