DECARP comanda importantes operações nesta última semana

Policiais desta Especialista estiveram em Cristianópolis e Santa Bárbara de Goiás


A DELEGACIA ESTADUAL DE REPRESSÃO A CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (DERCAP), que tem como titular a DELEGADA MAYANA REZENDE, comandou duas operações importantes ao longo desta semana; uma em Cristianópolis, distante 95 quilômetros da Capital, e outra em Santa Bárbara de Goiás, localizada a 50 quilômetros de Goiânia.

Na manhã da última terça-feira (30) a DERCAP deflagrou a OPERAÇÃO COTA EXTRA II (foto), coordenada pela DELEGADA TATIANA BARBOSA, e cumpriu quatro mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Cristianópolis e em um posto de combustível do município. O objetivo era apurar possível desvio de dinheiro público no abastecimento de veículos e maquinários da frota municipal entre os anos de 2016-2018. Foram apreendidos diversos documentos e realizado vistoria na frota municipal. A investigação iniciou-se no final de 2017, e prosseguirá com a análise da documentação apreendida e oitiva de testemunhas e gestores públicos.

Em Santa Bárbara de Goiás, a Polícia Civil, após três meses de investigação, concluiu o inquérito que apurava denúncia de abastecimento do veículo do vereador e presidente da Câmara Municipal, Paulo Sérgio Batista, às expensas dessa Casa Legislativa. De acordo com o DELEGADO ALEXANDRE OTAVIANO NOGUEIRA, restou comprovado que o investigado abasteceu seu veículo 37 vezes entre janeiro e agosto de 2018.

Outro vereador, Cléber Araújo da Silva, também abasteceu seu veículo particular às custas da Câmara, gerando prejuízo ao erário no montante de R$ 3.013,49, sendo que entre janeiro e abril de 2018 o veículo da Câmara foi abastecido sem processo licitatório ou de dispensa de licitação.

A investigação demonstrou também que Paulo Sérgio Batista desviou o uso do veículo ao permitir que sua esposa Isis Borges utilizasse o carro e para transportar os munícipes de Santa Bárbara para outras cidades. Paulo Sérgio foi indiciado pelo crime tipificado no artigo 89 da lei nº 8.666/93 e por peculato, do mesmo modo que sua esposa Isis Borges e o vereador Cleber Araújo da Silva, que também foram indiciados pelo delito de peculato.