Notícias

Polícia Civil investiga esquema de fraude no Seguro DPVAT, em Goiânia

Polícia Civil investiga esquema de fraudes no Seguro DPVAT, em Goiânia. O crime tem se tornado comum e há casos em que os suspeitos chegam a simular acidentes de trânsito para conquistar o benefício.
A força-tarefa é continuação da operação DPVAT Ilegal, realizada em outubro do ano passado e é liderada pela delegada Érica Botrel. Foram cumpridos mandados de prisão temporária, condução coercitiva e busca e apreensão. As diligências propiciaram a conclusão de 37 inquéritos policiais com o 87 indiciamentos. Soltos, os mesmos autores continuaram aplicando os golpes.
De acordo com a delegada, os fraudadores falsificavam documentos médicos com despesas fictícias, exames e até prontuários médicos destinados a agravar, de forma artificial, a situação de um paciente, possibilitando a ele receber a indenização por invalidez. Entre os documentos apreendidos, há o recibo de um médico que nunca atendeu em Goiânia e o endereço de uma clínica que não tem relação com fisioterapia.

Médicos e fisioterapeutas foram vítimas do uso indevido de seus nomes para documentação de despesas fictícias. Entre os investigados pelas práticas de fraudes estão advogados, fisioterapeutas, funcionários públicos e beneficiários do sistema. A abordagem era feita de duas formas: com pessoas na porta dos hospitais coagindo pacientes ou por funcionários de unidades de saúde que passavam dados dos pacientes para membros da quadrilha.

Sindepol - DPVAT

Botão Voltar ao topo